A Divindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia!

11 de setembro de 2017

Como eu já expliquei em meu Site na parte sobre Doutrina Pessoal tive um período de minha formação no mundo adventista, mas estou 100% fora dele no sentido visceral da vivência. São alguns anos de minha saída e não tem retorno. Uma das minhas indagações está no material que deu título à esta postagem aqui no meu Site:

Livro-Pesquisa-Crítica: A Doutrina da Divindade na IASD

Minha manifestação aqui se refere objetivamente a este material que coloco aqui à ampla acessibilidade pública, bastando clicar no link acima para baixá-lo.

Em 2007 eu apresentei uma provocação temática no mundo da Internet e até o presente momento ainda não encontrei quem responda à minha dita provocação intelectual-teológica.

Mas, obviamente sempre há tempo de se abrir a mente para boas respostas.

Cá estou aguardando!

E ficarei assim até receber algo que me demova da convicção que se estabeleceu. Não como uma mula empacada num canto, mas como alguém verdadeiramente interessado em ouvir a resposta generosa de um argumentador profícuo em proposições sensatas e coerentes, capazes de desmontar a chave que construí, fruto de meu refletir – após décadas de vivência e análises específicas sobre a temática “A Divindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia“, onde vivi boa parte de minha experiência neste mundo.
Hoje estou bem distante da referida agremiação, mas a consideração sobre a questão aberta é perene, porque transcende o cenário apenas denominacional adventista e alinha-se com o Trinitarianismo.

Não mudo uma única página do que escrevi a não ser se for dissuadido pela lógica, pela coerência técnica e bíblica, histórica ou até mesmo na demonstração sistêmica de uma clareza solar. Não sou “pago” por denominação religiosa alguma e independentemente das imensas explicações defendidas pelas denominações religiosas, quero ver como minha provocação poerá se demonstrada como incoerente.

Este meu texto foi produzido no ano de 2007, eu estava dentro da denominação e estive nela entre os anos de 1983-1997 e depois entre 2006-2008. Um dos motivos de minha saída é o que está explicitado neste documento, mas também em outro documento denominado “O Desafio da Igreja Adventista do 7º Dia”. Ao republicar em 2017 o mesmo texto com pouquíssimas alterações pontuais e gramaticais – não mudo nenhuma de minhas considerações.

Mas, decidi fazer uma revisão e uma reedição total deste material ao longo de 2017, acrescentando ao mesmo novas considerações, fruto de 10 anos de interregno entre a primeira edição e a próxima.

Nesta publicação aqui divulgada, esta alteração ainda não foi feita.

Cordialmente,

Prof. Jean Alves Cabral

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas