De Adão Até Moisés, Como a História Bíblica Foi Repassada Até a Torah Ser Escrita em Moisés?

Uma pergunta que muitos se fazem acerca da segurança da História Bíblica, especialmente no período dito Vétero-Testamentário (Antigo Testamento); é a seguinte:

– Como podemos ter segurança acerca da História que conhecemos de Adão até Moisés?

Todos sabemos que oficialmente temos dois textos que nos permitem conhecer os fatos importantes (ou essenciais) que estão na ordem expositiva de tudo que aconteceu na Criação até chegarmos em Moisés que, havendo escrito o Pentateuco, o Livro de Jó e partes dos Salmos, legou-nos a informação primária que fundamenta a História de Israel.

Pois bem,

Fiz a pesquisa usando como critério investigativo a data da idade dos patriarcas mais proeminentes e pude constatar o seguinte:

Adão teve a oportunidade de conhecer quase todos os seus descendentes até Lameque, pai de Noé. Ele não conheceu Noé. Portanto, é certo que Lameque pôde conhecer as narrativas que mais adiante Moisés nos legou, da mesma forma que também temos no Livro de Jasar e no Livro de Enoque – porque para mim há 3 narrativas que se harmonizam: Moisés, Jasar e Enoque, mas esta é outra pauta.

Assim, eu indico a seguinte linha direta de patriarcas que explicaram as coisas um para o outro na seguinte ordem:

ADÃO direto para LAMEQUE que ensinou diretamente ao seu filho NOÉ.

Inclusive, eu tenho convicção disto, porque está escrito em Gênesis 5:28-29: “E viveu Lameque cento e oitenta e dois anos, e gerou um filho, a quem chamou Noé, dizendo: Este nos consolará acerca de nossas obras e do trabalho de nossas mãos, por causa da terra que o Senhor amaldiçoou”.

O que confirma que a educação e história oral entre os patriarcas era uma constante.

Daí tudo se encerra no Dilúvio e o legado passa para as mãos de Noé, de quem se declara em Gênesis 6:9: “Noé era homem justo e perfeito em suas gerações; Noé andava com Deus.

Ele com certeza conheceu seu descendente Abraão que à seu turno, educou Isaque que educou Israel.

Israel conviveu com Coate (Números 3:17,27-32; 4:1-20; 7:9) que pôde transmitir a história sagrada da família escolhida para Anrão que foi pai de Moisés que escreveu os Livros Fundamentais da fé israelita-cristã em suas origens. Não tratarei (repito) do Livro de Jasar e o Livro de Enoque que também apontam aspectos da História defendida por Moisés.

Assim, eu encontrei em pesquisa cuidadosa que a pessoa que muitos não sabiam estabelecer a conexão ininterrupta da História Sagrada é Coate (Citado).

Por que digo isto?

Porque todos já ouvimos falar de Adão, de Lameque (pai de Noé) e de Noé, de Abraão (que será considerado pai do judaísmo, do islamismo e do cristianismo), de sua descendência direta em Isaque e Israel (Jacó), mas daí em diante, a maioria das pessoas tem uma dificuldade em entender quem, exatamente, teria ensinado a História Sagrada até chegarmos em Moisés que é o escritor original da Torah.

Pois esta figura é Coate que foi contemporâneo e próximo de Israel e possivelmente de Isaque também, havendo transmitido a História Sagrada para Anrão, pai de Moisés que escreverá a Torah que fundamenta a nossa fé “judaico-cristã”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *