Juan Carlos Ortiz: Muito Obrigado!
Artigos / 22 de Janeiro de 2018

Em minha vida, exatamente em 1997, eu fui confrontado com uma questão que me assolou e mudou minha vida em duas fases, antes e depois do livrinho “O Discípulo” de Juan Carlos Ortiz. Pensamentos que me chocaram há 20 anos, fazem mais e mais sentido no meu dia-a-dia! Discípulo é aquele que segue a Jesus Cristo. Ser cristão não significa automaticamente ser discípulo, embora os cristãos sejam membros do Reino de Deus. Seguir a Cristo implica aceitá-lo como Senhor; significa servi-lo como um escravo. Também significa amar e louvar. O texto é empolgante para quem já está iniciado no Reino de Deus e já viveu decepções de todos os tipos o cenário da Igreja, seja ela em que ramo congregacional for. Na primeira parte, a qual será a única que comentarei nesta breve apresentação, temos: “O Evangelho Segundo os Santos Evangélicos”; e nele se discute com maestria e simplicidade, acerca de nossa trágica tendência em apegar-nos somente às partes dos Evangelhos ou da Bíblia em geral, que nos interessam numa claríssima satisfação “egoísta e psicologicamente tendenciosa” e, pior ainda, da tragédia em se fazer uma Teologia Sistemática sobre esta ideia teológica e considerá-la válida ou aceitável diante de Deus. Apenas…

Sobre a Violência no Brasil e no Mundo!
Artigos / 16 de Janeiro de 2018

“Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor”. (2.ª Coríntios 3:18). Recebi no dia 16/01/2018 uma coleção de fotos de verdadeiras atrocidades praticadas por islâmicos na Líbia. Coisas que não vou descrever aqui porque são indignas de Vossos ouvidos e de minha ética. Basta que eu diga que são do mesmo estilo praticado pelo Nazismo em seu auge. Uma vergonha!   Obviamente que tal questão só pode ser resolvida com mais mortes e elas precisam ser levadas a efeito por Tropas da ONU que, sinceramente, deveria ir lá e varrer da vida humana 100% de todos estes amaldiçoados assassinos de crianças, mulheres, trabalhadores comuns, pessoas que nasceram com a cor preta, dentre outros e outros conflitos étnicos que não se justificam e devem ser tratados com o extermínio total desta praga demoníaca! Não significa que seja insensível ao sofrimento Líbio. Pelo contrário, poderia passar horas falando sobre a mesma desgraça no Laos, no Camboja, na Venezuela, em Cuba. Neste exato momento está havendo um genocídio na Nigéria, outro em Bornéu. E há outros conflitos! A ‘Limpeza étnica’ está em curso no Sudão do Sul e grupos armados…

Ética na Vida – Perspectiva Cristã
Artigos / 15 de Janeiro de 2018

  Ética da Vida – Perspectiva Cristã. Recentemente em um diálogo com um de meus ex-alunos, tratamos da questão de que cada um de nós deve seguir seu próprio caminho, como bem o diz a Palavra de Deus em Romanos 14:12: “de modo que cada um de nós dará conta de si mesmo diante de Deus”. Em Jó 17:9 está escrito que “o justo seguirá o seu caminho firmemente, e o puro de mãos irá crescendo em força”. Bem sabemos que “o justo” aqui é aquela pessoa que crê (Romanos 10:9) que a vida perfeita de Cristo é imputada ou creditada em seu favor e a sua vida pecaminosa é colocada sobre o Filho de Deus (2ª Coríntios 5:18-21) e, por esta crença, se vê, confia e acredita de todas as suas mais profundas forças que está em paz com Deus (Romanos 5:1; 8:1; Efésios 2:8-10). Assim, o justo é uma pessoa que tem uma intenção profunda em sua alma em crer em Deus como seu justificador! Aquele que perdoa! Deseja promover a seguinte ética em relação a si próprio: “Porque, segundo a obra do homem, Ele oferece uma paga; e faz a cada um segundo o seu caminho” (Jó…

Diálogo Entre Professor Jean e Um Internauta – Sobre a Importância da Fé.
Artigos / 8 de Janeiro de 2018

Debate é um modelo de contestação baseado na argumentação onde duas, ou mais, ideias conflitantes são defendidas ou criticadas com base em argumentos. Este diálogo foi postado em atenção a um vídeo provocativo e propositivo no Youtube. Por razões obviamente de respeito à outra parte, que não será identificada e mantida em total privacidade aqui nesta nossa publicação, usarei como “nome” apenas: Analista. A Pauta é a Importância da Fé. Como foi em forma de diálogo e ocupou-me cerca de 90 minutos da vida, eu resolvi que deveria registrar o que entendo haver sido uma boa oportunidade de exercitar a lógica e ao mesmo tempo defender o que acredito sobre a importância da fé, bem como testemunhar de um dos raros momentos em que duas pessoas conseguem ter um diálogo na Internet sem serem estupidamente agressivas uma com a outra – o que, lamentavelmente, é muito usual e comum na Internet. Professor Jean (1) (Em um texto longo que respondeu ao vídeo de cerca de 20 minutos em que se defende a suposta inutilidade da fé) Permitam-me uma contribuição! Sou teólogo, pedagogo, administrador, naturopata – faço o curso de História (EAD). Me identifico assim inicialmente, para justificar minha ambiência intelectual. São…

Considerações Sobre a Salvação.
Artigos / 1 de Janeiro de 2018

Ai dos filhos rebeldes, diz o Senhor, que tomam conselho, mas não de mim; e que se cobrem, com uma cobertura, mas não do meu Espírito, para acrescentarem pecado sobre pecado. (Isaías 30:1). Tenho compreendido a mensagem da salvação na perspectiva cristã, da seguinte forma: A Pessoa de Deus Pai é Suprema e Soberana em todos os sentidos e aspectos que podemos imaginar e ainda em outros que nem sabemos que existem (Efésios 4:6; 1ª Coríntios 8:6). Em decorrência deste fato que inicia a compreensão de todas as coisas espirituais (Efésios 1:3; 1ª Pedro 1:3), tenho como claro que Deus Pai é o Espírito Supremo de Toda a Vida (João 4:21-24; Romanos 8:14) e seu Caráter manifesta-Se na Sua Lei (Salmo 119:142, 152), entendida a “Lei” como a Soberana Vontade do Pai (Salmo 119:44, 92, 97, 174) e não apenas os Dez Mandamentos (Isaías 8:20; Deuteronômio 4:10-14; Salmo 119:129, 144, 152). O grande reclamo da Lei de Deus é cem por cento (100%) de obediência aos seus valores e princípios (Romanos 2:23; Tiago 2:10), porque a Sua Justiça é uma Justiça perfeita e em nenhuma circunstância pode ser dividida ou diminuída (Salmo 119:142, 152), porque fazê-lo seria quebrar o absoluto poder do Pai (Salmo 89:14;…

Da Importância de Disputar as Escrituras.
Artigos / 25 de dezembro de 2017

Lendo as Escrituras eu encontrei a seguinte exposição repetida em algumas passagens: E falava ousadamente no nome do Senhor Jesus. Falava e disputava também contra os gregos, mas eles procuravam matá-lo. (Atos 9:29) De sorte que disputava na sinagoga com os judeus e religiosos, e todos os dias na praça com os que se apresentavam. (Atos 17:17) E todos os sábados disputava na sinagoga, e convencia a judeus e gregos. (Atos 18:4) E chegou a Éfeso, e deixou-os ali; mas ele, entrando na sinagoga, disputava com os judeus. (Atos 18:19) E levantaram-se alguns que eram da sinagoga chamada dos libertinos, e dos cireneus e dos alexandrinos, e dos que eram da Cilicia e da Ásia, e disputavam com Estêvão. E não podiam resistir à sabedoria, e ao espírito com que falava. (Atos 6:9-10) E ouviram os apóstolos, e os irmãos que estavam na Judéia, que também os gentios tinham recebido a palavra de Deus. E, subindo Pedro a Jerusalém, disputavam com ele os que eram da circuncisão (Atos 11:1-2). A Igreja foi fundada em disputas intelectualizadas de argumentos sobre as Escrituras e sobre o entendimento decorrente de suas bases. Isto é absolutamente fato! Apenas uma sujeito que nada sabe acerca da Bíblia e da sua função contestaria este argumento…

Morris Venden – Pregador da Justificação Pela Fé!
Artigos / 18 de dezembro de 2017

“O melhor meio de conhecer a Deus é conhecer a Jesus. A vida e a morte de Cristo apresentam o mais nítido retrato da natureza de Deus.” Morris Venden Eu fui influenciado por diversos autores e vidas. O tema da “graça de Deus” e seus desdobramentos encontram na figura do Pastor Adventista Morris L. Venden (05 de abril de 1932 – 10 de fevereiro de 2013) um baluarte inteligente do que significa justificação e santificação pela fé. Venden foi um conhecido membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia e, embora eu tenha divergências pontuais com a organização e sua doutrina em alguns aspectos (por não sou membro), negar o valor e a influência dos 3 livros principais dele que me ajudam a ter o entendimento claro acerca do que é cristianismo real e prático. A vida e obra do Pastor Morris Venden foi como normalmente é a vida adventista: pregações, aconselhamento nas congregações que pastoreou, cuidando de vidas por onde foi, teve participações no programa Voz da Profecia dos EUA; enfim, seguiu a milícia que se dispôs desde jovem (1949) quando se tornou teólogo. Mas, a dedicação ao estudo sobre a Justificação e Santificação Pela Fé é, no meu entendimento, uma…

Sobre o Divórcio e Novo Casamento (1)
Artigos / 11 de dezembro de 2017

Eu sempre faço verificações sobre meu textos na Internet e, para minha curiosa atenção, alguém postou um link com um texto meu, preservando meu nome, inclusive, e ele está disponível em: Divórcio e Novo Casamento, Uma Visão Realista – Prof. Jean Alves Cabral E este artigo é, uma manifestação bem ampla de minha parte sobre este assunto. Mas, não repetirei o que escrevi neste texto longo (em forma de estudo) e sim, uma breve consideração sobre uma manifestação que é clássica e com a qual discordo em parte e, sazona por muitos lugares. Sim, uma coisa é respeitarmos a manifestação do pastor “a” ou “b” e outra é sermos tolos que aceitam tudo a qualquer momento, só porque foi dito por tais representantes do establisment religioso em nossa microcultura. Quero apontar como elemento de análise o sermão proferido pelo nobre Pastor Paulo Junior, que aqui vou indicar e que é de foro público:   Por razões pessoais, e especialmente por pesquisar este tema há alguns anos, me posiciono contrário à muitos aspectos defendidos por ele nesta manifestação – mas, não em tudo. A principal linha que defendo é  a de que “cada um de nós dará conta de si mesmo…

Sobre a Ordem no Culto e a Bagunça Que Ocorre em Muitos Ministérios!
Artigos / 4 de dezembro de 2017

Primeiramente, quero compartilhar um vídeo que me foi encaminhado e em seguida apresentarei um texto acerca desta situação manifesta no vídeo que, por estranho que pareça, é muito comum no meio pentecostal por toda parte. Vamos ao vídeo!  Em resposta à pergunta: “o que devemos pensar deste testemunho?” Em determinado momento da exposição, o pregador disse que havia uma lei no barraco: “tem que orar na entrada”; e outra lei na saída: “tem que orar na saída”! Em minha vida (e creio que em todos os discípulos da Igreja de Cristo) existe uma lei permanente e ela advém de um mandamento apostólico que diz o seguinte: 1ª Coríntios 4:6 – “E eu, irmãos, apliquei estas coisas, por semelhança, a mim e a Apolo, por amor de vós; para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito, não vos ensoberbecendo a favor de um contra outro“. Então, a regra para analisar todas as coisas é a seguinte: Não importa se é Paulo Apóstolo, ou o grande Professor Apolo (e nem se for o pastor mais famoso do mundo, o concílio denominacional, etc.); Por amor ao povo da Igreja; Para que todos da Igreja possam aprender; Nunca…

Sobre a Questão do Casamento Gay
Artigos / 27 de novembro de 2017

Um dos temas que foi amplamente divulgados e trazidos à pauta nacional entre 2014-2017 foi a questão do casamento gay. Em 2006, a esquerda (militância política brasileira que defende o socialismo e o comunismo) tentou criminalizar a “homofobia” propondo a PLC 122/2006. Este Projeto de Lei foi originalmente apresentado pela Deputada Iara Bernardi (PT-SP) e visava modificar leis brasileiras, criminalizando a chamada “homofobia”. Este Projeto acabou sofrendo alterações diversas e, na versão final, as palavras “identidade de gênero” foram adicionadas. A princípio pareceu inofensivo para a família brasileira esta demanda; no entanto, os cristãos que compõem a bancada evangélica nacional e os católicos, que juntos são representantes legítimos de 86,5% da sociedade brasileira inteira, consultaram especialistas, as Igrejas, os filósofos cristãos e os teólogos cristãos e, percebeu-se o seguinte: 1) Além dos defensores do gramshismo (marxismo cultural) introduzirem subliminarmente a ideologia de Gênero, os autores tentaram restringir liberdades básicas e fundamentais; 2) O PLC/122-2006 era, do início ao fim, um espetáculo de autoritarismo gaysista anticonstitucional que visava privilegiar um grupo denominado de LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis-Transsexuais) às custas da derrubada de (a) toda a cultura cristã, (b) de toda a estrutura de família determinada na Constituição Federal, (c)…

Pular para a barra de ferramentas