Para Ser Feliz!

15 de junho de 2017

Diz a Palavra de Deus:

“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu pensamento, porque dele procedem as saídas da vida. Desvia de ti a perversidade da boca; afasta de ti a corrupção dos lábios. Os teus olhos olhem direito e as tuas pálpebras olhem diretamente diante de ti. Pondera o caminho de teus pés e todos os teus passos sejam bem orientados. Não declinem nem para a direita e nem para a esquerda; retira a tua vida do mal.”[1]

Há pessoas que consideram a “felicidade” como algo relativo, eu não entendo assim. Para mim é resultado de causa e efeito na relação de nossas escolhas com as leis da vida, tanto as morais como as físicas!

Sou um cristão, de confissão evangélica (sig.: que acredita no evangelho de Cristo) – e vejo o Salvador e Senhor, o Unigênito Filho de Deus enviado à Israel, declarar uma série de princípios que nos levam à capacidade de pensamento disciplinado, que resulta numa conduta contrária ao pecado em toda a sua amplitude. No conjunto de Seus ensinamentos, não fica dúvida alguma, que a felicidade é construída numa base estruturada em equilíbrio com as Leis do Reino de Deus:

“Todo aquele que ouve e pratica estas palavras é considerado um ser humano que edificou sua vida sobre a Rocha” (Mateus 7:24-27).

O apóstolo dos gentios, Paulo de Tarso, declarou, baseado nos fundamentos recebidos da parte de Cristo que, “tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude e se há algum louvor, nisto pensai.[2]

“Para Ser Feliz” é fundamental conseguir preservar esta atitude em qualquer circunstância, seja ela qual for. Qual atitude? A fusão entre “pensamento correto + experiência prática com as leis de Deus”. Isto está em todo o Novo Testamento e tem alicerces bem estabelecidos no Antigo Testamento, compondo uma doutrina unificada e imutável.

Agora, pois, filhos, ouvi-me, porque bem-aventurados serão os que guardarem os Meus caminhos. (Provérbios 8:32).

De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os Seus mandamentos; porque este é o dever de todo o homem. (Eclesiastes 12:13).

A felicidade está em honrar estes dois grandes princípios e saber que a promessa de Cristo é fiel e segura:

Tenho-vos dito isto, para que em Mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo. (João 16:33).

Quem conseguir viver por esta base, achou a chave da paz mental e o segredo da vida dadivosa. Felicidade é a capacidade de manter-se sereno, dentro destes princípios, mesmo que o fim do mundo tenha chegado!

Seja bem-vindo ao meu espaço de reflexões e considerações espirituais, firmemente baseado na Bíblia Sagrada.

Prof. Pr. Dr. Jean Alves Cabral

________________________________________

[1] PROVÉRBIOS, 4:23-27

[2] FILIPENSES 4:8

Nenhum Comentário

Pular para a barra de ferramentas